Servidores da Câmara auxiliam no cadastramento biométrico; contingente não deverá suprir demanda

por Assessoria de Imprensa publicado 18/03/2019 10h15, última modificação 19/03/2019 08h49

Sete servidores da Câmara Municipal de Cáceres estão auxiliando no cadastramento biométrico da população do município. Além do Cartório Eleitoral e do Ganha Tempo, há mutirões nas zonas rurais. O prazo final é dia 29 de Março.

O chefe do Cartório, Yuri de Costa e Faria, relata a importância do auxílio dos servidores: "Estávamos atendendo cerca de 400 eleitores/dia. Com a chegada deles e dos servidores da prefeitura, conseguimos aumentar para quase 600/dia. Nos dias em que realizamos mutirões na zona rural, chegamos a efetuar 800 cadastros. Esse apoio é importantíssimo."

Apesar do reforço, dificilmente será possível cadastrar todos os eleitores da cidade a tempo. "No momento temos aproximadamente 52% do eleitorado cadastrado. São cerca de 30 mil pessoas ainda por realizar o processo. Como temos menos de duas semanas, é bastante improvável", explica Yuri.

O servidor Nicolas Souza relata a proporção de distribuição de senhas como sendo de "400 normais e 150 preferenciais, aproximadamente" e lamenta que os esforços feitos não deverão ser o suficiente para regularizar toda a população: "Alguns servidores estão ficando até 19h para ajudar, mas mesmo assim muita gente vai acabar ficando de fora".

Questionado sobre os motivos da demanda quase impossível de atender, Yuri afirma que as convocações nos meses de Dezembro e Janeiro não surtiram efeito. "Chamamos a população ainda no ano passado, mas ela deixou para fazer em cima da hora. Agora estamos nessa situação", explica.

O eleitor que não conseguir fazer seu cadastramento biométrico a tempo terá seu título cancelado. Para refazê-lo, será necessário comparecer ao Cartório Eleitoral e apresentar a mesma documentação que está sendo pedida para a biometria: documento de identificação (RG, CNH, carteira de trabalho ou carteira profissional), comprovante de residência (contas de luz, água ou telefone, boleto de IPTU, contrato de aluguel, dentre outros definidos pelo Juiz Eleitoral), e para homens com mais de 18 anos que pedirão a primeira via do título (alistamento), comprovante de quitação militar.


Felipe Deliberaes/Assessoria de Imprensa