Indicação solicita que profissionais de saúde e educadores físicos possam emitir atestado para incluir obesos em grupo prioritário de vacinação da Covid-19

por Felipe Carvas Deliberaes publicado 21/05/2021 08h45, última modificação 21/05/2021 08h58

Os vereadores da Câmara Municipal de Cáceres aprovaram, na Sessão Ordinária de segunda-feira (17), uma indicação para que seja regulamentada por decreto a confecção de atestado/relatório de Indíce de Massa Corporal (IMC) por profissionais da área de saúde e educadores físicos, visando incluir pessoas com obesidade severa no grupo prioritário de vacinação da Covid-19.

O autor da proposição, vereador Cézare Pastorello, explica que, com o avanço da vacinação entre as pessoas com comorbidades, uma das grandes demandas é a de laudos e atestados médicos para comprovação dos fatores de risco. Um desses fatores é a obesidade severa, caracterizada por um IMC acima de 40.

Segundo Pastorello, o cálculo do IMC pode ser feito por vários profissionais da saúde a partir da altura e peso do cidadão, e que é comum pacientes de doenças crônicas, como obesidade, hipertensão e diabetes ficarem muito tempo sem ir ao médico, tomando a medicação de controle.

Com a emissão de atestados, pessoas que se enquadram neste grupo não necessitarão agendar uma consulta médica e possivelmente ter de aguardar vários dias para conseguir o comprovante de comorbidade.

O autor da proposição reitera que o objetivo é facilitar a vacinação, pois quanto mais rápido ocorrer a imunização da população, mais protegida de novas cepas ela estará, reduzindo gastos com tratamentos e leitos e salvando vidas.

Pastorello ainda informa que as unidades já estão aceitando atestados de quaisquer profissionais de saúde, desde que identificados e com o devido registro no conselho de classe.

A primeira dose da vacina para pessoas acima de 18 anos com comorbidades (cadastradas no https://sistemacovid.com.br) será aplicada neste sábado (22).