Indicação solicita incentivos fiscais para mulheres chefes de família que promovam empreendedorismo social e economia solidária em Cáceres

por Felipe Deliberaes publicado 13/05/2022 12h00, última modificação 13/05/2022 12h02

Uma indicação aprovada na Sessão Ordinária desta semana, no dia 9, solicita que a Secretaria de Fazenda conceda incentivos fiscais para mulheres chefes de família que realizem Empreendedorismo Social e promovam a Economia Solidária no município.

A autora da proposição, Vereadora Mazéh Silva, elabora que o empreendedorismo social tem como objetivo produzir bens e serviços que beneficiem a sociedade local e global, com foco nos problemas sociais e na sociedade que os enfrenta mais proximamente.

Ela enfatiza que o empreendedorismo social busca resgatar pessoas em situações de risco social, e promover a melhoria de sua condição de vida por meio da geração de capital social e da inclusão e emancipação social.

Já a economia solidária, segundo a Vereadora, pode ser entendida como uma nova forma de consumo, produção e distribuição que, embora possua objetivos econômicos, está baseada principalmente na valorização das pessoas e das relações sociais. 

Mazéh afirma ser possível identificar este segmento dentro da economia de Cáceres com a articulação de um Conselho Municipal de Economia Solidária e de trabalhos realizados pela Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat), além da existência da Cooperativa de Consumo Solidário e Sustentável (Cooperssol), um estabelecimento que atende sob os pilares da economia solidária.

A autora da proposição finaliza ressaltando a importância do estímulo do poder público ao empreendedorismo social, o qual acredita ser capaz de gerar renda e lucro e de mudar vidas.

Leia a indicação: https://sapl.caceres.mt.leg.br/media/sapl/public/materialegislativa/2022/4674/img_0001_1-1.pdf